Guia de Pintura – Dicas

Guia de Pintura – Dicas

Category : Sem categoria

TintasEste espaço é reservado para informações, dicas e cuidados nas pinturas. E para que você obtenha melhores resultados nos trabalhos, utilizando nossos produtos. Confira algumas dicas que separamos para você!

1- Pintura bonita e com qualidade começa com o preparo da parede

 Alguns dos problemas apresentados depois de uma pintura nem sempre são culpa da tinta de má qualidade. Às vezes, uma parede descascada, um bolor ou a deterioração rápida da tinta podem ser resultados da pintura em parede que não foi adequadamente preparada.

pintando-a-casaSem esse cuidado, pouca cobertura e baixo rendimento estão entre os problemas que podem ‘pintar’ depois de se ter gastado horas passando demãos de tinta, escolhendo produtos e outros materiais. Alguns deles podem ser corrigidos por quem vai aplicar a tinta. Outros, de caráter mais técnico, como paredes com rachaduras profundas, pedem o trabalho de um pedreiro profissional.

Para ter garantia de que esses problemas não vão aparecer, é bom levar em conta os tipos de resina, pigmentos, aditivos e solventes que compõem a formulação da tinta. Contudo, por melhor que seja o produto, se a parede não estiver protegida contra sujeira, umidade, rachaduras ou resíduos da tinta velha, pintar a residência será um investimento sem retorno.

2- Pintar um ambiente na ordem correta economiza tempo e dinheiro

pintura-casa-10
1. Comece pelo teto;

2. Paredes;

3. Portas;
4. Janelas

5. E finalmente pinte o rodapé.

Já na escolha dos pincéis, prefira sempre os de boa qualidade, pois garantem melhores resultados. A qualidade do pincel tem um efeito direto na qualidade do acabamento e na facilidade com a qual a tinta é controlada e aplicada.Os pincéis, também conhecidos como trinchas, podem ser encontrados de vários tamanhos e cores:

– Cerdas escuras – indicados para aplicação de tintas a base de solvente como os esmaltes, tintas óleo e vernizes.
– Cerdas grisalhas – indicados para aplicação de tintas à base de água como as tintas acrílicas.Sendo que o tamanho do pincel varia de acordo com a área a ser pintada.

 3- Dicas para a pintura de interiores e exteriores

 Attractive young adult couple painting interior wall of house.Pintar paredes já não é mais algo tão assustador quanto era há alguns anos. Hoje, a qualidade das tintas à disposição no mercado e a quantidade de informações disponíveis sobre esta tarefa facilitam a vida de quem está disposto a pôr a mão na massa. Confira algumas dicas que valem tanto para a pintura de interiores quanto de exteriores.

Para que o trabalho seja bem executado, é preciso dispor de todos os materiais necessários. A lista de produtos inclui antimofo, plástico para forrar, estopa, fita crepe, máscara protetora, luvas, aguarrás querosene, poliéster, rolo de lã (23 centímetros), pincéis, espátula, lixas, fundo preparador, abre-trinca, bandeja para pintura, escada, tinta látex PVA ou acrílica e selador.

Antes de pintar uma superfície de alvenaria nova, deve-se aplicar um selador próprio para impermeabilizar. Quando a superfície for de alvenaria grossa, pode-se melhorar a aparência com a aplicação de massa corrida (interior) ou acrílica (exterior). Pequenos buracos podem ser corrigidos com argamassa de cal hidratada, areia fina e água na proporção 1:1.

Em superfície de alvenaria fina, aplique a massa corrida com uma espátula larga, em movimentos paralelos e longos, de cima para baixo.

Utilize lixa de massa número 80, protegendo o nariz e a boca durante o trabalho. Nas superfícies de alvenaria antigas, elimine sujeiras, gorduras e poeira com água e sabão. Também será necessário lixar para retirar totalmente as partes soltas.

Especificamente na pintura de interiores, antes de começar o trabalho, remova todos os móveis e proteja-os com lona. Inicie a pintura a partir dos encontros de paredes e tetos. Depois disso, pinte o teto e, em seguida, as paredes.

Comece com a parte superior do canto esquerdo, de cima para baixo.

Depois, pinte as faixas consecutivas até completar a parede. Nunca inicie a segunda demão antes de terminar a primeira. Lave os pincéis e rolos quando preciso – o acúmulo de tinta torna o trabalho mais difícil e provoca respingos.

Nos exteriores, acompanhe o movimento do sol ao redor da casa. Desta forma, as paredes estarão sempre secas e na sombra. Comece pelo ponto mais alto da casa. Assim que encerrar uma área, volte sobre ela com movimentos uniformes e rápidos para corrigir marcas. Vá limpando os respingos de tinta à medida que for pintando – a tinta fresca é mais fácil de ser removida.

Entre os defeitos mais comuns a serem evitados (ou corrigidos) durante a pintura estão as bolhas e os descascamentos. Para eliminar este tipo de problema, geralmente ocasionado pelo excesso de umidade, deve-se eliminar as fontes de possíveis futuros problemas. Antes da aplicação da tinta, raspe, lixe e aplique um repelente à água.

O mofo é outro grande inimigo da pintura. Este problema ocorre quando há umidade e calor permanentes. Utilize uma solução de água e sabão para retirá-lo e use também tintas resistentes ao mofo – pode-se adicionar componentes com esta propriedade na tinta.

 Confira o Vídeo Abaixo!

Matéria retirada do Site de nosso Parceiro Pincéis Atlas (01/02/2013 – 17:00)


Venha Fazer Parte do Time